Rever

As melhores rotinas de treino para um piloto de corrida


Os pilotos de corrida literalmente se sentam no trabalho enquanto viajam pela pista. Mas os pilotos ainda precisam estar em forma, principalmente em corridas mais longas e rápidas. Qualquer pessoa que tenha feito uma longa viagem pela estrada sem parar sabe como a condução normal pode ser cansativa. E correr não é uma condução normal. Os carros de pista, por exemplo, geralmente usam transmissões manuais, de modo que os motoristas constantemente aceleram, freiam e mudam de marcha várias vezes a cada volta, enquanto tentam ultrapassar seus concorrentes. Além disso, quanto mais rápido um carro viaja, mais forças G são colocadas no motorista. No Indy 500, os pilotos estão sujeitos a forças iguais a cerca de 2,25 vezes o seu peso corporal, portanto, estar em forma fisicamente não é uma opção - é uma obrigação.

Treinamento de resistência

Melhorar sua aptidão cardiovascular é essencial se você planeja dirigir em corridas mais longas. Aumentar sua saúde aeróbica pode diminuir sua frequência cardíaca, melhorar sua respiração e ajudar a mantê-lo o mais forte possível nas voltas finais cruciais. Como um bônus adicional, a maioria dos exercícios cardiovasculares também fortalece as pernas, que se movem constantemente durante uma corrida. Se você é iniciante em exercícios aeróbicos, caminhar regularmente - ao ar livre ou em uma esteira - é um bom lugar para começar. Em seguida, você pode passar para exercícios, incluindo ciclismo ao ar livre ou indoor, corrida, pular corda ou usar uma variedade de aparelhos para exercícios aeróbicos, como steppers. A natação é outro exercício que não apenas melhora a sua aptidão cardiovascular, mas também ajuda a fortalecer os braços e as pernas.

Exercícios para a parte superior do corpo

Você não precisa de braços enormes para mudar de marcha e girar o volante, mas precisa de braços fortes para fazê-lo durante uma corrida completa. Exercícios como o supino e o convés de peito aumentam o seu peito. Faça linhas verticais e aumentos deltóides para trabalhar seus ombros. Para braços mais fortes, tente flexões e flexões, incluindo flexões de pulso nos antebraços. Faça levantamentos terra e filas sentadas para trabalhar suas costas.

Exercícios do núcleo e das pernas

Para garantir que essas importantes pernas ainda possam ajudá-lo a frear a tempo e colocar o pedal no metal quando você mais precisar, faça exercícios como agachamentos, leg press, extensões de pernas e aumentos de panturrilha. Para solidificar seu nível geral de condicionamento físico e exercitar seus músculos principais, tente abdominais, abdominais, pranchas e extensões de braço e perna.

Frequência

Ao contrário de alguns esportes, os pilotos de corrida costumam fazer suas rotinas de treino o ano todo. De fato, alguns circuitos têm períodos de entressafra muito curtos, permitindo pouco tempo para aumentar a força. Faça suas rotinas de força do corpo superior e inferior duas vezes por semana. Faça o mesmo número de séries, mas realize menos repetições, no segundo treino a cada semana - aquele mais próximo do dia da corrida. Realize seu treinamento abdominal uma vez por semana.

Esforço da equipe

O piloto de corrida típico não está sozinho - ele tem uma equipe de pit em cada corrida para adicionar combustível, trocar pneus e fazer ajustes ou reparos em tempo real. Essa equipe deve trabalhar rapidamente, pois cada segundo perdido nos boxes custa uma distância na corrida. Portanto, não vai doer envolvê-los em sua rotina de exercícios também. Trabalhar em equipe também pode reduzir qualquer tédio que você possa sentir. E os membros da equipe podem incentivá-lo e motivá-lo em seus esforços de condicionamento físico.