Conselhos

Existem perigos da estévia no estado bruto?


Stevia in the Raw é apenas uma marca do adoçante não nutritivo derivado da planta stevia, que é nativa da América do Sul. Embora alguns produtos com estévia também contenham álcoois de açúcar, esse produto em particular obtém seu sabor doce apenas a partir do extrato da folha de estévia, também chamado Rebaudiosídeo A ou Reb-A. Como outras marcas, o Stevia in the Raw é elogiado por sua extraordinária doçura sem calorias, tudo sem aumentar o açúcar no sangue. De acordo com os dados nutricionais do site In The Raw, o único nutriente no produto é menos de 1 grama de carboidrato por pacote. Apesar de todos esses recursos promissores, ainda há algumas considerações a serem feitas antes de usar este produto.

Pouca evidência de riscos

Apesar do intenso marketing do aspecto "natural" da estévia, as preocupações com os possíveis riscos e efeitos colaterais não são novidade. De fato, o adoçante foi examinado durante os anos 80 como forma de suplemento, quando estudos em animais mostraram a possibilidade de efeitos adversos na reprodução e na fertilidade. No entanto, os suplementos não são a mesma forma de estévia que o Rebaudiosídeo A. A versão adoçante da estévia foi aprovada em 2008, segundo a revista "Eating Well". Enquanto as perguntas ainda permanecem, não há evidências diretas sugerindo que a estévia represente perigos à sua saúde. O consumo moderado é a abordagem mais segura para a estévia e todos os outros adoçantes artificiais.

Dieta equilibrada e moderação

Os defensores de adoçantes artificiais como Stevia in the Raw podem usar o produto no lugar do açúcar para economizar calorias e carboidratos. Lembre-se, no entanto, que substituir o açúcar por si só não criará uma dieta equilibrada. O uso de adoçantes não fará muito bem se forem usados ​​exclusivamente para substituir o açúcar em produtos de panificação e outros alimentos com alto teor de gordura e calorias. A estévia no estado bruto é mais usada com moderação.